O software CCleaner, para remoção de ficheiros e aplicativos desnecessários, foi atacado por hackers (piratas informáticos) deixando uma “porta aberta” para a recolha remota de informação contida nos computadores que tinham o programa. Quem deixou o aviso foi a Piriform, detida por uma das maiores empresas de segurança informática do mundo, a Avast.

Se descarregou o software entre 15 de agosto e 24 de agosto, deve atualizá-lo o mais rapidamente possível.

A empresa está a trabalhar com as autoridades americanas para averiguar o caso, tendo já desligado o servidor atacado. Foram afetadas apenas as versões do software para PC. A versão para o sistema operativo móvel Android, segundo informações avançadas pela Avast, não foi comprometida.