Dois homens foram detidos esta quarta-feira no âmbito da investigação ao ataque de sexta-feira no metro de Londres que na sexta-feira provocou 30 feridos, elevando para cinco o número de detidos.

Paralelamente, duas estações de metro foram esta manhã encerradas devido a um pacote suspeito. A polícia evacuou as estações de Moorgate e Liverpool e já estará a conduzir as respetivas diligências com o auxílio de cães.

Os dois homens, de 48 e 30 anos de idade, foram presos esta madrugada, cerca das 05h10 (hora local), em Newport, no País de Gales, no quadro da legislação antiterrorista, precisou a polícia metropolitana em comunicado.

Estas duas detenções juntam-se a outras três já efetuadas pelas autoridades britânicas desde o ataque.

Polícia deteve terceiro ligado ao ataque no metro de Londres

No fim de semana a polícia britânica deteve no porto de Dover e no bairro de Hounslow dois jovens de nacionalidade iraquiana e síria, de 18 e 21 anos, respetivamente.N a terça-feira foi detido um terceiro suspeito, em Newport. No domingo, o Reino Unido reduziu de “crítico” para “grave” o nível de alerta terrorista.

Na sexta-feira uma bomba caseira explodiu no interior de uma carruagem de metro na estação de Parsons Green. 30 pessoas ficaram feridas e o ataque foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico pouco depois. A polícia britânica rapidamente alterou o número de alerta terrorista e as buscas foram imediatamente ordenadas, sendo que podem durar mais uns dias, de acordo com a polícia metropolitana.