As autoridades de Educação da província de Nampula, norte de Moçambique, suspenderam 132 professores do ensino primário no primeiro trimestre por terem apresentado certificados de habilitação falsos, encaminhando os casos à justiça, noticia esta quarta-feira o Diário de Moçambique.

Júlio Mendes, diretor provincial da Educação e Desenvolvimento Humano de Nampula, afirmou, citado pelo Diário Notícias, que os professores suspensos ostentam certificados de habilitação falsos emitidos por autoridades do setor de várias partes do país.

O distrito de Monapo, província de Nampula, foi o que mais casos de certificados de habilitação falsos apresentou, num total de 90, indicou Júlio Mendes.

Mendes assinalou que a deteção dos referidos casos resultou de uma investigação levada a cabo pela Direção da Educação e Desenvolvimento Humano da Província de Nampula, após denúncias.

Para não comprometer as aulas, as autoridades de educação em Nampula iniciaram os procedimentos necessários visando a substituição dos professos suspensos.