Os concursos de obras públicas promovidos até agosto aumentaram 105% em valor e ultrapassaram, pela primeira vez desde 2011, a barreira dos 2 mil milhões de euros, embora continuem ainda “longe dos valores normais”, divulgou esta sexta-feira a associação setorial.

Em comunicado, a Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN) adianta que, nos primeiros oito meses deste ano, o total de concursos de empreitadas de obras públicas promovidos atingiu 2.108 milhões de euros, sendo esta “a primeira vez que se supera a barreira dos dois mil milhões desde 2011, ano em que se registou o lançamento de concursos no valor de 2.730 milhões de euros, no cômputo do ano”.

No entanto, nota, “em termos médios, entre 2001 e 2016 a promoção de procedimentos situou-se em 3.026 milhões de euros, o que demonstra que, apesar do elevado ritmo de crescimento, os níveis atuais ainda estão longe de valores considerados normais”.

No que se refere aos contratos celebrados e reportados no Observatório das Obras Públicas, somaram 739 milhões de euros até agosto, mais 69% em termos homólogos.

Para a AICCOPN, esta é uma evolução que, “apesar de positiva, fica muito aquém do que se verifica ao nível dos concursos promovidos, pelo que o diferencial entre ambos ascende já a 1.369 milhões de euros”. No período, o total de contratos celebrados e reportados aumentou 52% em termos homólogos e atingiu os 1.292 milhões de euros, tendo os ajustes diretos subido 41%, para 475 milhões de euros, e os concursos públicos progredido 69%, para 739 milhões de euros.