Rádio Observador

Crise dos Refugiados

Já morreram 4 mil migrantes desde o início do ano

Os números mostram uma redução face ao mesmo período do ano passado. A maioria das mortes aconteceu nas rotas migratórias do Mediterrâneo.

Em 2016 morreram 7.927 migrantes em todo o mundo

STRINGER/EPA

O número de migrantes que morreu desde janeiro até agora é de 4.002, a maioria dos quais, 2.556, nas rotas migratórias do Mediterrâneo, disse esta sexta-feira a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

O número dos que morreram este ano até ao dia de hoje nas rotas do Mediterrâneo representa uma redução em relação ao mesmo período de 2016, quando se registaram 3.269 mortes.

No Saara e no norte de África morreram 358 migrantes e na África subsaariana 269, “quatro vezes mais que no ano anterior”, indicou o porta-voz da OIM Joel Millman.

Na fronteira entre os Estados Unidos e o México morreram 263 migrantes, no Corno de África 170, no Sudeste Asiático 121, no Caribe 104, no Médio Oriente 62, na América Central (incluindo o México) 56 e na Europa 40. O leste da Ásia e América do Norte contam com um morto cada.

No ano passado morreram 7.927 migrantes nas várias rotas migratórias em todo o mundo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)