Surf

Teresa Bonvalot elimina atual campeã do mundo do Cascais Women’s Pro

504

A portuguesa Teresa Bonvalot venceu hoje a australiana Tyler Wright, atual campeã do mundo, e qualificou-se para a terceira ronda de uma etapa do circuito mundial de surf, no Cascais Women's Pro.

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A portuguesa Teresa Bonvalot venceu hoje a australiana Tyler Wright, atual campeã do mundo, e qualificou-se pela primeira vez para a terceira ronda de uma etapa do circuito mundial de surf, no Cascais Women’s Pro.

Na praia do Guincho, ‘Teresinha’ venceu o terceiro ‘heat’ da repescagem, ao somar 9,5 pontos (3,5 e 6), impondo-se a Wright, terceira do ‘ranking’ mundial, que totalizou 7,23 (3,83 e 3,4).

Esta foi a primeira vez que a campeã europeia de juniores, de 18 anos, chegou à terceira ronda de uma prova do circuito mundial, na quinta presença por convite na prova cascalense e depois de quatro eliminações na segunda ronda.

Com esta vitória, Teresa Bonvalot assegura pelo menos o nono lugar, caso seja eliminada na quarta ronda, uma vez que a terceira ronda não elimina.

O período de espera do Cascais Women’s Pro, oitava e antepenúltima etapa do circuito mundial de surf, decorre até 05 de outubro.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
África do sul

África do Sul – Que Futuro?

Jaime Nogueira Pinto

Em vésperas de eleições, a República da África do Sul vive dias instáveis, entre a democracia e a cleptocracia. E radicalização de um ANC em quebra eleitoral pode por em causa os equilíbrios do regime

Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
364

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)