O Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural anunciou esta sexta-feira que vai pagar 51 milhões de euros a agricultores, através do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP).

Segundo um comunicado do ministério tutelado por Luís Capoulas Santos, através do Fundo Europeu Agrícola de Garantia (FEAGA) são 28,8 milhões de euros e via Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER) somam-se 22,2 milhões de euros.

Através do FEAGA, são 14,8 milhões de euros para o Novo Regime da Vinha, 3,4 milhões para o seguro vitícola de colheitas, 2,1 milhões para ações de melhoria da produção e comercialização de mel, 2 milhões para a promoção de vinho em mercados de países terceiros e 6,5 milhões de euros para Fundos Operacionais (frutas e produtos hortícolas).

Através do FEADER, estão previstos 15,5 milhões de euros para investimentos no âmbito do Plano de Desenvolvimento Regional 2020 (PDR 2020) e 6,7 milhões para outros projetos.