O construtor britânico pode ser pequeno, mas não só produz automóveis fantásticos, dos mais desportivos aos mais familiares, como está permanentemente à procura de novos mercados onde pode fazer valer a sua sofisticada imagem. No espaço de pouco mais que um ano, a Aston Martin apresentou o Valkyrie, que vai dar origem a um superdesportivo produzido em conjunto com a equipa de Fórmula 1 da Red Bull e que promete ser o mais eficaz do mercado, e lançou também um barco. Agora, completa o ramalhete com um submarino.

Quando a Aston Martin faz um barco, não mete água

A ideia de lançar um submergível, o mais recente ‘brinquedo’ dos muito ricos, nasceu da Triton Submarines, empresa americana desejosa de tornar os seus modelos mais apetecíveis junto daqueles que têm um gosto refinado e uma bolsa que não conhece limites. A estratégia passou por desafiar a Aston Martin, cujos veículos se baseiam num design ímpar, tão elegante quanto exclusivo, a desenhar um submarino que agradasse aos seus tradicionais clientes.

Conhecido como Projecto Neptuno, o novo submergível parece saído de um filme de James Bond e terá capacidade para um piloto e dois passageiros. Poderá mergulhar até aos 500 metros, por lá permanecendo durante 12 horas, fruto da autonomia das baterias que animam os seus motores eléctricos.

Este submarino será produzido em quantidade limitada e, se bem que o preço não seja ainda conhecido, a avaliar pelos restantes produtos da Triton, deverá custar uns quantos milhões de euros.