Timor-Leste

Embaixada de Portugal em Díli funciona em novas instalações a 10 de outubro

Três anos depois de Aníbal Cavaco Silva ter lançado a primeira pedra, a embaixada portuguesa vai mudar de morada. A nova sede fica perto do Palácio do Governo em Díli.

A nova sede teve um custo de 3,9 milhões de dólares

Autor
  • Agência Lusa

A embaixada de Portugal em Díli começa a funcionar a partir de segunda-feira nas suas novas instalações, ao lado da sede do Sporting Club de Timor e perto do Palácio do Governo em Díli, três anos depois de as obras terem começado.

Com dois edifícios, um para a chancelaria e o segundo para o Centro Cultural – que integra Biblioteca, Sala de Exposições e Auditório – o complexo da embaixada tem uma área de construção de 2.700 metros quadrados e uma altura máxima de dois andares.

Projeto conjunto da empresa NLA, em parceria com a IDA-TL, a obra – que começou a 31 de maio de 2014 e teve um custo de cerca de 3,9 milhões de dólares – foi executada pela empresa portuguesa Ensul.

Construído ao longo da Avenida Marginal o complexo tem a sua entrada principal virada para o Palácio do Governo e a entrada de serviço na rua 25 de abril, onde está a sede do BNU.

A mudança foi esta sexta-feira anunciada num email enviado à comunidade portuguesa pelo embaixador de Portugal em Díli, Manuel Gonçalves de Jesus – que está prestes a terminar o seu mandato, seguindo para a chancelaria em Seul.

O correio eletrónico refere que a embaixada vai estar encerrada entre 5 e 9 de outubro para a mudança. A inauguração oficial ainda não tem data marcada.

Desde abril de 2000 que a primeira chancelaria da embaixada funciona no edifício que pertence à Associação Comercial, Agrícola e Industrial Timorense (ACAIT), onde está ainda instalada uma delegação do BNU e onde chegou a ser a sede dos Correios de Timor-Leste.

A instalação da chancelaria no edifício do ACAIT chegou a ser pensada como temporária, com o objetivo, em 2000, a ser instalar a embaixada no edifício da antiga câmara comercial chinesa.

Em termos formais, a embaixada só foi aberta naquele local depois da restauração da independência, a 20 de maio de 2002, tendo ali ficado nos últimos 15 anos.

Pouco tempo depois, o Governo timorense atribuiu a Portugal o espaço onde foi construída a nova embaixada – a placa de “futuras instalações” foi durante anos o único sinal do futuro edifício.

A primeira pedra do complexo acabaria por ser lançada a 21 de maio de 2012 pelo então Presidente português, Aníbal Cavaco Silva, que esteve em Timor-Leste para o 10.º aniversário da restauração da independência.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Sri Lanka

Ataque terrorista à geografia humana de Portugal

Vitório Rosário Cardoso

É quase indissociável desde o século XVI na Ásia marítima a questão de se ser católico e de se ser Português porque afirmando-se católico no Oriente era o mesmo que dizer ser-se Português. 

Sindicatos

Vivam as greves livres

Nuno Cerejeira Namora

Estes movimentos têm de ser encarados como o sintoma de um mal maior: a falência do sindicalismo tradicional e a sua incapacidade de dar resposta às legítimas aspirações dos seus filiados.

Sri Lanka

Ataque terrorista à geografia humana de Portugal

Vitório Rosário Cardoso

É quase indissociável desde o século XVI na Ásia marítima a questão de se ser católico e de se ser Português porque afirmando-se católico no Oriente era o mesmo que dizer ser-se Português. 

Museus

Preservação do Património Cultural

Bernardo Cabral Meneses

As catástrofes ocorridas no Rio de Janeiro e em Paris deverão servir de exemplo para ser reforçada a segurança contra incêndios nos edifícios e em particular nos museus portugueses.

Liberdades

Graus de liberdade /premium

Teresa Espassandim

Ninguém poderá afirmar que é inteiramente livre, que pouco ou nada o condiciona, como se a liberdade significasse tão só e apenas a ausência de submissão e de servidão.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)