O papa Francisco declarou-se “profundamente triste” esta segunda-feira com o tiroteio em Las Vegas, nos Estados Unidos, que causou pelo menos 50 mortos e 200 feridos, evocando uma “tragédia sem sentido”.

“Profundamente triste ao saber a notícia do tiroteio em Las Vegas, o papa Francisco expressou a sua proximidade espiritual em relação a todos os afetados com esta tragédia sem sentido”, anunciou o Vaticano numa nota.

“Ele elogia os esforços da polícia e do pessoal dos serviços de emergência e promete rezar pelos feridos e por todos os que estão mortos”, segundo o texto assinado pelo “número dois” da Santa Sé, o cardeal Pietro Parolin.

Um atirador disparou no domingo à noite em Las Vegas sobre uma multidão que assistia a um concerto ao ar livre, matando pelo menos 50 pessoas no que constitui o tiroteio mais mortífero nos Estados Unidos em décadas.

Pelo menos 200 outras pessoas ficaram feridas.