O parlamento adiou, por uma semana, para 20 de outubro, a eleição de membros externos à Assembleia, como o Provedor de Justiça, à espera de resultados das negociações entre PS e PSD.

A decisão foi tomada na conferência de líderes parlamentares, esta quarta-feira, na Assembleia da República, em Lisboa, em que os dois maiores partidos informaram que estão em curso conversações, afirmaram os porta-vozes da reunião, Duarte Pacheco e Idália Serrão.

Este é o primeiro sinal dos dois maiores partido na resolução de um impasse que dura há meses, dado a eleição do Provedor de Justiça ou dos membros da Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC), por exemplo, têm de ter os votos de dois terços dos deputados.