A TAP decidiu reforçar esta quarta-feira a frota para transportar mais passageiros dos que estão a ser afetados pelo condicionamento do Aeroporto da Madeira devido ao vento, informou fonte da transportadora.

“Na sequência do mau tempo no Funchal, estamos a reforçar a frota para lá [Madeira], para conseguir transportar mais passageiros”, disse a mesma fonte à agência Lusa.

Acrescentou que a TAP está a fazer “voos com três A321 (em vez de A320), um A320 (em vez de um A319)” e vai também “operar dois A330 em voos extra durante o dia de hoje [quarta-feira]”.

Estas condições atmosféricas adversas estão a afetar o movimento de aterragens e descolagens na ilha da Madeira pelo segundo dia consecutivo, tendo obrigado dezenas de aviões a divergir para outros aeroportos como do Porto Santo e Tenerife ou a regressar à origem e a cancelamentos de ligações.

Esta quarta-feira, de acordo com a página da ANA, foram canceladas seis partidas, sendo quatro voos da TAP, dois da Monarch e um da British Airways.

Algumas melhorias no que diz respeito à diminuição da velocidade do vento, denominadas por “abertas”, permitiram a aterragem de oito aviões.

Para esta quarta-feira o Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê céu geralmente pouco nublado, apresentando períodos de maior nebulosidade nas vertentes norte.

O vento é moderado (20 a 35 quilómetros/hora) de nordeste, soprando forte (40 a 50 quilómetros/hora), com rajadas até 70 quilómetros/hora, nas terras altas e no extremo leste da ilha da Madeira, local onde se situa o aeroporto Cristiano Ronaldo.