Um homem fez-se explodir esta quinta-feira num santuário xiita, numa aldeia no sudoeste do país, tendo causado 12 mortos e 30 feridos. A informação foi confirmada por um porta-voz do Governo paquistanês.

Anwarul Haq Kakar, porta-voz do governador provincial, afirmou que o ataque ocorreu esta quinta-feira em Jhal Magsi, aldeia a cerca de 400 quilómetros a leste de Quetta, capital da província do Baluchistão.

Segundo Haq Kakar, os mortos e feridos estão a ser transportados para os hospitais mais próximos.

Ninguém reivindicou a responsabilidade pelo ataque, mas os extremistas sunitas levaram a cabo muitos deste tipo de ataques no passado, visando os xiitas, minoritários no Baluchistão e em outros lugares do Paquistão, segundo a agência noticiosa Associated Press.