Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Salários brutos mensais até 925 euros vão deixar de pagar IRS com o próximo Orçamento do Estado (de 2018), noticia o Jornal de Notícias este domingo. O valor já terá sido alvo de acordo entre o Governo e o PCP — partido que, apesar deste acordo, continua a querer ir mais longe e fazer com que só ordenados superiores a 960 euros não sejam reembolsados na totalidade, na altura do acerto no ano seguinte.

O Jornal de Notícias, que se baseia em fontes ligadas às negociações, explica que em causa está a subida (de 8500) para 8850 euros anuais de salário mínimo que implica pagamento de imposto sobre o rendimento de pessoas singulares, o IRS. Quem conseguir atingir o máximo de deduções específicas (que, no máximo, vão até 4.100 euros) consegue fazer com que rendimentos até 12.950 euros (os tais 925 euros/mês brutos) deixem de ser tributados.

Mexida nos escalões do IRS deve custar 400 milhões de euros

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR