O número de crianças mortas num incêndio causado quinta-feira pelo segurança de uma creche na cidade brasileira de Janaúba, no Estado de Minas Gerais, subiu esta segunda-feira de manhã para nove.

A última vítima é um rapaz de cinco anos, que morreu na noite de domingo para hoje depois de ter sido pulverizado com álcool e depois queimado por um segurança. No total, o incidente provocou 11 mortos: nove crianças, uma professora de 43 anos e o autor do crime.

A tragédia que chocou o Brasil ocorreu na última quinta-feira num modesto bairro de Janaúba, cidade de 70 mil habitantes, quando uma guarda da creche atirou álcool sobre um grupo de crianças e em seguida provocou um incêndio.

O fogo atingiu cerca de 40 pessoas. De acordo com o último boletim dos serviços de saúde da cidade, 19 pessoas ainda estão hospitalizadas, três delas em estado grave.