Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Apesar dos sucessivos alertas, recordando, entre outros aspectos, que os acidentes rodoviários continuam a ser a principal causa de morte e incapacidade temporária, ou definitiva, em crianças e jovens, em Portugal, a verdade é que ainda existem pais que, pelos mais diferentes motivos, descuram a segurança das suas crianças, quando a bordo do automóvel. Nomeadamente, revelando pouca atenção à necessidade de, por exemplo, desligar o airbag frontal, sempre que viajam com o seu rebento instalado no sistema de retenção mais conhecido por “ovo”, no banco do passageiro da frente. E a verdade é que as consequências podem ser, simplesmente, mortais.

[jwplatform LRXOGggI]

Sistema criado para proteger um adulto em caso de embate, os airbags podem, no entanto, ser fortemente prejudiciais para a saúde dos bebés e crianças, se mal utilizados, devido à força com que actuam. Mesmo nos casos em que a criança se encontra protegida por um sistema de retenção devidamente homologado, adaptado ao seu tamanho e peso, além de utilizado segundo as regras para as quais foi concebido.

[jwplatform tRuTMLQV]

No caso concreto dos bebés com menos de 3 anos, relativamente aos quais as recomendações são para que viaje, quando apenas com o condutor a bordo, no banco do passageiro da frente, com o “ovo” preso pelo cinto de segurança e, se possível, também pelo sistema Isofix, além de virado para a retaguarda, mesmo nesses casos, é imprescindível que o adulto desligue o sistema frontal de airbag desse mesmo assento. Sob pena de, em caso de embate e inflação repentina deste último, a criança poder atingida por uma força correspondente a um impacto a 300 km/h!

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

[jwplatform kpX1wpmk]

Assim, a par de uma correcta escolha e utilização do sistema de retenção, que deverá estar sempre de acordo com a idade e altura da criança, nunca se esqueça: se viajar com um bebé no banco da frente, ainda que seja num “ovo” virado para a retaguarda, desligue sempre esse airbag.

Tenha sempre presente que poderia ser o seu bebé a viver uma situação como a que os vídeos demonstram.