Um militar foi esta quinta-feira internado no Centro Hospitalar Médio Tejo depois de ter ficado inconsciente numa prova de marcha de 30 quilómetros, tendo ficado “sob monitorização contínua” e sido determinada a abertura de averiguações, informou o Exército.

Contactado pela agência Lusa, o porta-voz do Exército adiantou que o militar se sentiu indisposto e ficou inconsciente no momento, estando sob ventilação e em monitorização contínua.

Em comunicado, o Exército informa que “hoje [quinta-feira], pelas 12h15, no Regimento de Paraquedistas (Tancos) e no decorrer de uma prova de acesso ao Curso de Auxiliar de Precursor, um militar foi evacuado para o Centro Hospitalar Médio Tejo, encontrando-se na Unidade de Cuidados Continuados Intensivos Polivalente, sob monitorização contínua”.

De acordo com a mesma informação, o “General Chefe do Estado-Maior do Exército determinou de imediato a abertura de averiguações às circunstâncias em que ocorreu o incidente”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Informa-se também que a prova de 30 quilómetros de marcha teve início às 8h00 e que o militar se sentiu indisposto ao quilómetro 28″, refere ainda.

O Exército “já contactou os familiares do militar” e disponibilizou “todo o apoio necessário”. O incidente ocorreu esta quinta-feira, no último de três dias da prova de acesso ao Curso de Auxiliar de Percursor.