O anúncio da saída de Oh-Hyun Kwon, presidente executivo da Samsung e vice-presidente do conselho de administração, surgiu esta sexta-feira após a divulgação de resultados em alta, numa previsão de 10.8 mil milhões de euros em receitas.

A saída de Kwon poderá estar relacionada com a prisão de Jay Y. Lee, em Agosto, filho do presidente do conselho de administração que iria substituir no cargo.

Numa carta aos funcionários, o executivo diz que a demissão era algo que a pensar há algum tempo. Assumindo que a empresa enfrenta “uma crise sem precedentes”, Kwon afirma ainda que “o tempo chegou para a empresa ter uma liderança jovem”. Tendo chegado à Samsung em 1985, o ex-presidente executivo assumiu funções de liderança em 2012.

Embora os produtos mais conhecidos da empresa sejam os smartphones, principalmente a gama Galaxy, é nas patentes de componentes destes dispositivos que vende para outras empresas (como a Apple) que vê a mais estável fonte de receitas.