As autoridades da Califórnia, nos Estados Unidos, elevaram na sexta-feira para 35 o número de mortos na sequência dos devastadores incêndios que lavram desde domingo, após a descoberta de mais três vítimas.

O número de casas, edifícios e outras estruturas destruídas pelos incêndios aumentaram de 3.500 para mais de 5.700, numa altura em que continuam ativos mais de 20 incêndios na região.

Segundo afirmou o porta-voz do Departamento das Florestas e Proteção Contra os Incêndios da Califórnia Daniel Berlant, ao facultar os mais recentes dados, estes fogos figuram como os mais mortíferos e destrutivos da história daquele estado norte-americano.

O xerife do condado de Napa indicou que uma equipa forense encontrou mais duas vítimas, enquanto o gabinete do condado de Mendocino confirmou uma terceira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Cerca de 90 mil pessoas tiveram que abandonar as suas casas devido aos fogos que deflagraram na noite de domingo por causas que ainda se desconhecem.

As chamas estão a ser combatidas por mais de nove mil bombeiros.