Modelo cujo desvendar das linhas está a pouco mais de 48 horas de distância, o futuro Audi A7 Sportback acaba de ver as suas formas (ligeiramente) antecipadas, através da divulgação de um teaser, que deixa antever mais um pouco do que é possível esperar da segunda geração do rival de propostas como o BMW Série 6 Gran Coupé, o Porsche Panamera ou o próximo Mercedes-Benz CLS. E que, além de uma evolução na continuidade, promete, desde já, a manutenção de soluções como o já conhecido spoiler traseiro retráctil, que já faz parte da geração em comercialização.

Passo seguinte de uma estratégia de renovação dos modelos mais estatutários, que começou com o novo A8 e que deverá terminar com o próximo A6, a verdade é que a segunda geração A7 Sportback começou, de certa forma, a ser desvendada logo em Março deste ano. Nomeadamente, com a divulgação de uma imagem (na fotogaleria) que antecipava aquelas que passarão a ser as novas secções frontais do A6, A7 e A8.

Entretanto, com a divulgação de um teaser exibindo o novo A7 de perfil, esta madrugada de terça-feira, a Audi confirma não só a configuração hatchback de cinco portas, mas também a continuidade dos traços gerais do modelo. Além de soluções estilísticas como é o caso do capot dianteiro mergulhante e marcado por rasgos, ou de uma zona traseira que, é possível percebê-lo, manterá o já conhecido spoiler traseiro retráctil. Solução técnica que visa garantir, especialmente quando a velocidades mais elevadas, uma maior força descendente sobre o eixo traseiro, como forma de manter o carro mais agarrado à estrada.

Confirmada que está a adopção, também por este modelo, da plataforma MLB Evo, por conhecer de forma mais precisa fica, assim, praticamente só a traseira. Onde, no entanto, parece já certo que o A7 perderá o aspecto mais distintivo que o caracterizava, optando por um design mais semelhante ao do novo A8.

Expectável é também um ligeiro aumento nas dimensões exteriores, a par de uma oferta, em termos de motorizações, muito idêntica à do A8. Ainda que sem possibilidade de, à partida, poder optar pelo W12 que estará disponível no executivo topo de gama.