O Governo transmitiu, na semana passada, aos representantes dos controladores aéreos que avançará o mais breve possível para a nomeação de um novo presidente para o Conselho de Administração (CA) da NAV, “mas não se comprometeu com qualquer prazo”.

Questionado sobre um compromisso do Governo para nomear um novo presidente para a empresa gestora do tráfego aéreo até ao final do mês anunciado hoje pelo Sindicato dos Controladores do Tráfego Aéreo (SCTA), fonte oficial do Ministério do Planeamento e Infraestruturas informou que numa reunião, na semana passada, foi transmitido que se “avançará o mais breve possível para a nomeação de um novo presidente para o CA, mas não se comprometeu com qualquer prazo”.

Na mesma reunião com representantes dos trabalhadores, foi também dito que a entrada em funcionamento de um novo sistema de navegação aérea é “essencial para o desenvolvimento e aumento da capacidade aeroportuária de Lisboa, projeto no qual o Governo está fortemente empenhado”.

O Governo e a NAV desenvolveram nos últimos meses uma série de iniciativas para que uma decisão sobre esta matéria seja tomada com a máxima segurança técnica e jurídica”, estando esse trabalho numa “fase muito avançada, faltando, porém, a clarificação de alguns aspetos administrativos para que seja possível avançar para uma nova fase do projeto”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em conferência de imprensa, o presidente da direção do SCTA, Carlos Valdrez, informou hoje que o Governo assumiu o compromisso de nomear até fim do mês o presidente da NAV Portugal e avançar para a aquisição do novo sistema de controlo aéreo.

Em causa estão a substituição do presidente da empresa de gestão de tráfego aéreo, depois de o anterior se ter demitido no final de setembro, e do sistema atual de controlo, que este ano registou quatro “falhas técnicas significativas”.