538kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Comemos mais produtos nacionais do que imaginamos

Este artigo tem mais de 5 anos

Sabia que o Big Mac também é, em parte, português? À primeira dentada já estamos a viajar pelo país, nas quintas de norte a sul, onde pastam as vacas, pelos campos onde crescem as alface e cebolas.

3 fotos

A sanduíche mais icónica da McDonald’s é feita com dois suculentos hambúrgueres 100% carne de vaca. E essa carne pode ser portuguesa. Dos campos verdejantes de Vila do Conde a Beja, os animais são criados em pasto ao ar livre de acordo com todas as normas de bem-estar. Os fornecedores nacionais de carne de vaca como são exemplos a PEC Nordeste -empresa do Grupo Agros, sediada no norte do país- ou a Sapju SA, fazem já parte do grupo de empresas que fornece a OSI Food Solutions, fornecedor dos hambúrgueres de vaca da marca, porco e dos produtos de frango da McDonald’s Portugal. Esta empresa certificada de acordo com as normas da União Europeia trabalha com produtores nacionais (entre outros) e, no final de 2016, a carne portuguesa já representava 60% do volume de produção de hambúrgueres de carne de vaca na OSI Food Solutions.

No Big Mac, como em todos os outros hambúrgueres de vaca da McDonald’s, são usadas apenas abas e quartos dianteiros do animal – sem qualquer aditivo, corante ou conservante. Ao longo das várias fases há uma vasta equipa para garantir a máxima qualidade e segurança alimentar do produto, para que no final baste uma pitada de sal e pimenta para saborear um Big Mac delicioso.

Alface da Costa Alentejana e cebola do Alqueva

Para além da carne de vaca nacional, a alface Iceberg do Big Mac também tem “sotaque português”. Cultivada na Costa Alentejana, pelo fornecedor Vitacress, de Odemira, tem uma produção que conjuga as características únicas do solo e do clima daquele local, com técnicas de cultivo, processos de plantação e de colheita inovadores que permitem obter uma alface de sabor único. E é também daqui que chegam as mini cenouras e o tomate cherry que podemos encontrar nas saladas dos restaurantes McDonald’s nacionais.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A cebola picada que acompanha a sanduíche mais icónica da McDonald’s provém das margens do Alqueva. Cultivada por produtores nacionais, é depois transformada pela empresa espanhola Vegenat, que a corta, desidrata, embala e distribui para todos os restaurantes McDonald’s em Portugal e também para outros mercados europeus.

Dos sete ingredientes que compõem o Big Mac – pão, carne de vaca, queijo fundido, pepino, cebola, alface e um molho especial – três deles são nacionais, mas já há muito mais produtos portugueses a dar cartas na oferta da McDonald’s.

Por exemplo o clássico Ketchup é feito com tomate da zona do Ribatejo e fornecido pela Italagro. Depois de colhido o tomate é transformado em pasta e depois em Ketchup, que é embalado e distribuído exclusivamente para a McDonald’s. O pão do McCafé, da McBifana, um pão de água português, com uma composição e formato semelhante à tradicional “carcaça”, assim como do mais recente hambúrguer da McDonald’s, o Rústico, é fornecido pela portuguesa Panike.

Alho e louro é o sabor português do molho

Aquele molho irresistível que acompanha as batatas fritas também tem dedo português. Para criar a receita ideal, a Mendes Gonçalves, que está sediada na Golegã, seleciona os melhores ingredientes de sabor nacional. Alho e louro são também ingredientes estrela no molho da McBifana, inspirada neste “petisco” da gastronomia nacional. E um dos temperos mais populares em Portugal, o azeite, usado para temperar as saladas nos restaurantes também vem das oliveiras portuguesas, fornecido pela Gallo.

Quando chegou a Portugal, em 1991, a McDonald’s não contava com qualquer fornecedor nacional, mas, presentemente, são mais de 30 e representam 42% das compras. O número tem vindo a crescer à medida que a marca tem evoluído em território nacional, fruto também da variedade e diversidade da sua ementa. O processo de qualificação de um fornecedor McDonald’s é complexo, no entanto abre a porta para que fornecedores aprovados fiquem habilitados a fornecer qualquer restaurante McDonald’s, em qualquer parte do Mundo.

Saiba mais sobre os ingredientes nacionais do Big Mac.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.