316kWh poupados com o
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo MEO

Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui.

Comemos mais produtos nacionais do que imaginamos

Este artigo tem mais de 3 anos

Sabia que o Big Mac também é, em parte, português? À primeira dentada já estamos a viajar pelo país, nas quintas de norte a sul, onde pastam as vacas, pelos campos onde crescem as alface e cebolas.

3 fotos

A sanduíche mais icónica da McDonald’s é feita com dois suculentos hambúrgueres 100% carne de vaca. E essa carne pode ser portuguesa. Dos campos verdejantes de Vila do Conde a Beja, os animais são criados em pasto ao ar livre de acordo com todas as normas de bem-estar. Os fornecedores nacionais de carne de vaca como são exemplos a PEC Nordeste -empresa do Grupo Agros, sediada no norte do país- ou a Sapju SA, fazem já parte do grupo de empresas que fornece a OSI Food Solutions, fornecedor dos hambúrgueres de vaca da marca, porco e dos produtos de frango da McDonald’s Portugal. Esta empresa certificada de acordo com as normas da União Europeia trabalha com produtores nacionais (entre outros) e, no final de 2016, a carne portuguesa já representava 60% do volume de produção de hambúrgueres de carne de vaca na OSI Food Solutions.

No Big Mac, como em todos os outros hambúrgueres de vaca da McDonald’s, são usadas apenas abas e quartos dianteiros do animal – sem qualquer aditivo, corante ou conservante. Ao longo das várias fases há uma vasta equipa para garantir a máxima qualidade e segurança alimentar do produto, para que no final baste uma pitada de sal e pimenta para saborear um Big Mac delicioso.

Alface da Costa Alentejana e cebola do Alqueva

Para além da carne de vaca nacional, a alface Iceberg do Big Mac também tem “sotaque português”. Cultivada na Costa Alentejana, pelo fornecedor Vitacress, de Odemira, tem uma produção que conjuga as características únicas do solo e do clima daquele local, com técnicas de cultivo, processos de plantação e de colheita inovadores que permitem obter uma alface de sabor único. E é também daqui que chegam as mini cenouras e o tomate cherry que podemos encontrar nas saladas dos restaurantes McDonald’s nacionais.

A cebola picada que acompanha a sanduíche mais icónica da McDonald’s provém das margens do Alqueva. Cultivada por produtores nacionais, é depois transformada pela empresa espanhola Vegenat, que a corta, desidrata, embala e distribui para todos os restaurantes McDonald’s em Portugal e também para outros mercados europeus.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Dos sete ingredientes que compõem o Big Mac – pão, carne de vaca, queijo fundido, pepino, cebola, alface e um molho especial – três deles são nacionais, mas já há muito mais produtos portugueses a dar cartas na oferta da McDonald’s.

Por exemplo o clássico Ketchup é feito com tomate da zona do Ribatejo e fornecido pela Italagro. Depois de colhido o tomate é transformado em pasta e depois em Ketchup, que é embalado e distribuído exclusivamente para a McDonald’s. O pão do McCafé, da McBifana, um pão de água português, com uma composição e formato semelhante à tradicional “carcaça”, assim como do mais recente hambúrguer da McDonald’s, o Rústico, é fornecido pela portuguesa Panike.

Alho e louro é o sabor português do molho

Aquele molho irresistível que acompanha as batatas fritas também tem dedo português. Para criar a receita ideal, a Mendes Gonçalves, que está sediada na Golegã, seleciona os melhores ingredientes de sabor nacional. Alho e louro são também ingredientes estrela no molho da McBifana, inspirada neste “petisco” da gastronomia nacional. E um dos temperos mais populares em Portugal, o azeite, usado para temperar as saladas nos restaurantes também vem das oliveiras portuguesas, fornecido pela Gallo.

Quando chegou a Portugal, em 1991, a McDonald’s não contava com qualquer fornecedor nacional, mas, presentemente, são mais de 30 e representam 42% das compras. O número tem vindo a crescer à medida que a marca tem evoluído em território nacional, fruto também da variedade e diversidade da sua ementa. O processo de qualificação de um fornecedor McDonald’s é complexo, no entanto abre a porta para que fornecedores aprovados fiquem habilitados a fornecer qualquer restaurante McDonald’s, em qualquer parte do Mundo.

Saiba mais sobre os ingredientes nacionais do Big Mac.

A página está a demorar muito tempo.