O Ministério da Agricultura vai apoiar financeiramente os produtores agrícolas que registaram perdas durante os incêndios que deflagraram este fim de semana nas zonas norte e centro do país.

O anúncio foi feito por Luís Capoulas Santos, ministro que tutela a área, em conferência de imprensa. O responsável garantiu que o Governo vai “acionar medidas de apoio para repor o potencial produtivo destruído” para todos os agricultores que registem perdas na ordem dos 30%, mediante a apresentação de candidaturas, com um “valor mínimo de 100 euros e sem valor limite”.

Os pequenos agricultores que registem perdas de potencial produtivo na ordem dos 80%, continuou Capoulas Santos, serão ressarcidos na totalidade até aos 5 mil euros. Acima dos 5 mil euros, o Governo compromete-se a compensar essas despesas em 50%.

Os concursos serão abertos logo que a GNR tenha delineado o perímetro territorial atingido pelos incêndios, informou ainda o ministro da Agricultura.

Assim que seja feito o levantamento das zonas mais críticas, o Governo vai ainda acionar um mecanismo de emergência de 15 milhões de euros para minimizar os riscos de erosão, contaminação de água e dos declives, comprometeu-se Capoulas Santos.