(Artigo atualizado com a mudança orgânica de duas Secretarias de Estado de Ministério)

O Presidente da República aceitou a nomeação de dois novos secretários de Estado, sendo que José Artur Tavares Neves terá a pasta da Proteção Civil, uma secretaria de Estado autonomizada, e Rosa Filomena Brás Lopes Monteiro substitui Catarina Marcelino na pasta da Cidadania e Igualdade, que passa a estar na dependência da ministra da Presidência do Conselho de Ministros.

Depois das mudanças conhecidas no Governo, após a demissão da ministra da Administração Interna, o assumir da pasta por Eduardo Cabrita e a entrada de Pedro Siza Vieira para ministro Adjunto, foi a vez de serem indicados os novos secretários de Estado.

De acordo com a Presidência da República, dois secretários de Estado vão manter-se, um em cada Ministério. Isabel Oneto mantém-se como secretária de Estado adjunta e agora também da Administração Interna. Isabel Oneto foi deputada pelo Partido Socialista entre 2009 e 2015. Antes havia desempenhado os cargos de vereadora na Câmara Municipal do Porto (2001-2005) e de governadora civil do Porto (2005-2009).

O antigo presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras (2004-2015) Carlos Miguel mantém-se como secretário de Estado das Autarquias Locais, mas esta secretaria de Estado passará a estar na dependência do Ministério da Administração Interna, ou seja, continua sob controlo de Eduardo Cabrita.

Os novos dois nomes são os de José Artur Tavares Neves, antigo presidente da Câmara de Arouca, que passa a ser secretário de Estado da Proteção Civil, uma pasta que não existia na anterior configuração do governo de António Costa.

José Artur Neves substitui Jorge Gomes (tinha a pasta da Administração Interna e irá regressar ao Parlamento), e foi presidente da Câmara de Arouca até às eleições autárquicas deste ano e também secretário da assembleia-geral do Banco BIC. Era um dos presidentes de Câmara impedidos de se recandidatar devido às regras de limitação de mandatos.

A Professora e investigadora da Universidade de Coimbra, Rosa Filomena Brás Lopes Monteiro, irá substituir Catarina Marcelino como secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade. Rosa Monteiro fazia parte do gabinete do ministro Adjunto desde janeiro de 2016, altura em que foi nomeada como técnica especialista. Mas a pasta que terá a cargo deixará de estar na dependência do ministro Adjunto, agora Pedro Siza Vieira, e passará para a estar sob a alçada da ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques.

Os quatro secretários de Estado tomam posse este sábado, às 9h30.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR