Adultério desculpa agressão? Já há queixas

Juiz do Porto justificou pena suspensa para homem que agrediu a mulher com moca de pregos com o facto de a vítima ter cometido adultério. Associações de mulheres já estão a apresentar queixas.

Por Rita Dinis