Palhaços há muitos. Há os de nariz vermelho e roupa colorida, que deliciam miúdos e graúdos, e depois há também os que não sabem comportar-se no trânsito, colocando-se a si e aos outros em perigo. Desta vez, os primeiros comportam-se como os segundos, tudo a bem da segurança.

Não é fácil um fabricante de automóveis promover o equipamento de segurança dos seus veículos. Acima de tudo, porque é algo que tradicionalmente os condutores não valorizam, essencialmente porque esperam nunca necessitar dele, acreditando que os acidentes só acontecem aos outros.

Para contornar esta dificuldade com algum humor, a Audi teve a ideia de recorrer a palhaços, aproveitando para passar algumas mensagens e recordar alguns comportamentos ao volante, que colocam todos em risco. Os palhaços, mas lamentavelmente também os outros condutores, que com eles têm de partilhar a via pública.