Incêndios

Ministério da Agricultura distribui 72 toneladas de alimento para animais

259

Esta quarta-feira, o Ministério da Agricultura iniciou a distribuição de alimento para animais domésticos junto das populações e produtores afetados com os incêndios.

Os animais domésticos que sobreviveram aos incêndios estão sem alimento. O Ministério da Agricultura está a fazer chegar ração às populações

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Atualizado às 15h30 com a distribuição dos municípios por base logística.

Setenta e duas toneladas de ração e alimentos para animais domésticos vão ser distribuídos esta quarta-feira junto das populações e produtores afetados pelos incêndios deste ano.

Numa primeira fase, e depois de um levantamento feito pelo Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, vão ser distribuídas 48 toneladas em Vila Nova de Poiares e 24 toneladas em Tondela. O objetivo é, ao longo dos próximos dias e consoante as necessidades, chegar aos 37 municípios que foram sinalizados como tendo animais com falta de alimentos.

Para facilitar o acesso aos alimentos, o Ministério da Agricultura criou cinco bases logísticas de armazenamento e distribuição localizados em Gouveia, Monção, Tondela, Vagos e Vila Nova de Poiares. Cada Câmara Municipal, com meios próprios ou com o apoio dos militares, fará chegar os alimentos aos municípios e aos produtores. Os produtores também poderão ir buscar o alimento diretamente à base logística.

Agregação de municípios por base logística (Fonte: MAFDR)

A distribuição dos alimentos será controlada com base na informação existente no Ministério da Agricultura. Todos os produtores devem ter os seus animais registados no Sistema Nacional de Informação e Registo Animal (SNIRA), logo a quantidade de alimentos a entregar será baseada no número de cabeças de gado de cada produtor.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: vnovais@observador.pt
Eleições Europeias

Populismo e eleições europeias

Ricardo Pinheiro Alves

O crescimento do populismo xenófobo é alimentado pelo aumento do populismo igualitário, conduzindo a uma progressiva radicalização da vida pública como se observa actualmente nos países desenvolvidos.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)