Quando Nicolae Ceaușescu se tornou presidente da República Socialista da Roménia, o regime comunista instalou no país o Decreto 770. Segundo ele, o aborto era completamente proibido e os métodos contracetivos eram ilegais, numa tentativa de aumentar a taxa de natalidade. Estima-se que 10 mil mulheres tenham morrido na tentativa de fazer abortos ilegais. E, dos dois milhões de crianças que compuseram a Geração Decreto, muitas acabaram em orfanatos.

Em 1993, a fotógrafa Elisabeth Blanchet visitou o orfanato de Popricani. Ficou tão próxima às crianças que lá viviam e aos adultos que cuidavam delas que decidiu torná-las protagonistas de um novo projeto: em todas as viagens que fazia à Roménia, Elisabeth Blanchet tirava retratos dos órfãos e guardava-os. Passados 23 anos, decidiu tirá-las do álbum.

Elisabeth tentou descobrir onde estavam as crianças com quem havia convivido no passado e tirar-lhes novas imagens mostrando em quem elas se tinham tornado. Nasceu “Ceaușescu’s Orphans, 20 Years Later”, um livro sobre o passado, o presente e o futuro da “Geração Decreto”.

Veja na fotogaleria as fotografias de Elisabeth Blanchet e as histórias das crianças que se tornaram adultas.