Num ambiente verdadeiramente aberto e digital, o Santander X quer tornar-se a maior plataforma de empreendedorismo universitário do mundo. A ideia é lançar uma rede de colaboração em que as universidades e os empreendedores trabalhem juntos à escala global.

Nos próximos quatro anos, o Santander vai investir 50 milhões de euros no empreendedorismo universitário. Porque o banco sabe que o progresso é que faz avançar as sociedades, o objetivo da plataforma online é reforçar alianças para ajudar empreendedores de todo o mundo a crescerem e impulsionar ideias com impacto social. Já no final de 2017, espera-se que, pelo menos, 900 projetos já estejam ligados à plataforma.

Nesta rede de empreendedorismo a comunicação ficará facilitada, será mais simples encontrar colaboradores e mentores, bem como descobrir novas oportunidades.

“O Santander X pretende ser o ponto de ligação entre todos os empreendedores. Será o maior ecossistema global de empreendedorismo universitário” e “abrirá portas ao talento para construir um mundo melhor para todos”, afirmou Ana Botín, a presidente do Banco Santander no lançamento da iniciativa, que decorreu na Cidade do México, a 17 de outubro.

Com o Santander X, os empreendedores beneficiam da possibilidade de dar visibilidade internacional aos seus projectos ou solicitar assessoria ao departamento de empreendedorismo da sua universidade. A divulgação de conhecimentos e a atração de investimentos é outra das mais valias, que permitirá às instituições de ensino partilhar os melhores estágios. Além disso, vai poder monitorizar os seus programas de empreendedorismo e medir o seu impacto.

Portugal é um dos sete paíse-membros fundadores do Santander X e participará desde o início com quatro instituições: a Universidade do Porto, a Universidade de Coimbra, o Instituto Superior Técnico, de Lisboa e o Instituto Politécnico de Setúbal, sendo que a expectativa é que muito em breve este número venha a crescer.

Neste arranque estarão também países como a Argentina, Brasil, Chile, Espanha, México e Uruguai, num total de 40 universidades. Nos próximos três meses espera-se aumentar até 50 as universidades aderentes ao programa. No total, a aposta é agregar mais de mil instituições.

Na atualidade, o Santander é a empresa que mais apoia a educação superior a nível mundial. Por ano disponibiliza mais de 36.000 bolsas e colabora com mais de 1.100 universidades de 21 países.