O grupo francês Airbus teve um lucro de 1.851 milhões de euros nos primeiros nove meses deste ano, mais 2% do que no mesmo período de 2016, foi anunciado esta terça-feira.

De acordo com a agência de notícias espanhola Efe, que cita um comunicado da empresa, o EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) deste período diminuiu 2% para 2.312 milhões de euros.

Já o lucro operacional líquido teve uma quebra maior, na ordem dos 25%, para 1.796 milhões de euros.

Para justificar tais reduções, a empresa aponta os problemas nos motores com os modelos A320neo e na programação do avião de transporte militar A400M.

Neste último caso, os encargos ascendem a 150 milhões de euros, dos quais 80 milhões dizem respeito ao ajuste da produção, e refletem-se no terceiro trimestre deste ano, segundo a empresa.