O Banco de Inglaterra subiu esta quinta-feira a sua principal taxa de juro pela primeira vez numa década, no sentido de reduzir a inflação, que foi impulsionada após o referendo que deu a vitória ao ‘Brexit’.

Em comunicado, o banco central adiantou que a sua taxa principal sobe para 0,50%, depois do recorde mínimo de 0,25%. O Banco de Inglaterra prevê uma subida da inflação para 3% no final do ano, sendo que o objetivo oficial do banco central é de 2%.

Com o resultado do referendo de 2016, que deu vitória à saída britânica da União Europeia (UE), denominada de ‘Brexit’, é esperado que tal aconteça em março de 2019.

O banco central baixou em agosto a sua previsão de crescimento, passando-a de 1,9% para 1,7%, e avisou que a economia continuará penalizada pelos efeitos do ‘Brexit’.