Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os dois sírios que fugiram do navio de carga Nagham, que estava atracado no porto de Setúbal vindo de Marrocos, foram encontrados pelos Serviços de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) no Gare do Oriente. Os dois tripulantes fugiram esta manhã. Na última vez que tinham sido vistos, às sete da manhã, estavam com mochilas às costas e na posse de um cartão amarelo que lhes permitiria tratar de assuntos administrativos ou logísticos,

Segundo um comunicado enviado ao Observador pelo SEF (Serviços de Estrangeiros e Fronteiras), a fuga dos dois sírios foi “partilhada informação na Unidade de Coordenação Antiterrorismo e foi difundida informação para todos os postos de fronteira a nível nacional, incluindo Centros de Cooperação Policial e Aduaneira – Portugal/Espanha” relativamente à fuga dos dois homens.

A identidade dos dois homens já era conhecida. Walid Jenad, de 20 anos, e Bashar Helly, de 22, têm autorização do SEF para “tratar de assuntos logísticos, como ir ao banco” dentro do porto e nos espaço em redor. Esta licença, concedida pelo SEF, é dada aos tripulantes dos navios que chegam ao porto de Setúbal e é apelidada de “yellow card” (carta amarela), explicou ao Observador, o comandante Nicholson Lavrador, da Capitania do Porto Setúbal.

No entanto, esta “não é de todo uma situação normal” acrescenta o responsável do comando marítimo de Setúbal, porque “nem a autoridade, nem o comandante do navio” tiveram conhecimento de que os homens iam sair da embarcação. Apesar disso, o comandante afirmou que não é certo que os dois homens tenham fugido. Neste momento o paradeiro dos sírios é dado como “incerto”.

Um segurança do terminal portuário, que avistou os homens, tê-los-á chamado ao vê-los. Em reação, os indivíduos começaram a correr em direção ao exterior, contou o segurança às autoridades. O alerta para o 112 foi dado de seguida, estando a Polícia Marítima, a Polícia Judiciária, a PSP e a GNR no terreno e o SEF a acompanhar a situação. Foram encontrados no final desta tarde. Segundo o SEF, o navio com bandeira do Panamá chegou a Portugal com 18 tripulantes a bordo. E está previsto partir daqui a dois dias.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR