A confiança das famílias cabo-verdianas continuou a cair no terceiro trimestre de 2007, confirmando a tendência decrescente que se verifica desde o trimestre anterior, segundo dados divulgados esta sexta-feira.

De acordo com o Inquérito de Conjuntura ao Consumidor, do Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde, a confiança das famílias cabo-verdianas diminuiu relativamente ao trimestre anterior, mantendo-se o indicador estagnado comparativamente com o mesmo trimestre de 2016.

Os inquiridos consideram que houve uma evolução positiva da situação económica das famílias relativamente ao trimestre homólogo, no entanto, apontam que a situação económica do país evoluiu negativamente relativamente ao mesmo período do ano passado.

Cerca de 79,3% dos inquiridos consideraram que com situação económica atual do país, não será possível poupar dinheiro, enquanto 14,7% afirmam ser possível poupar algum dinheiro, sendo que, no trimestre homólogo era de cerca de 16,0%.

A maioria dos inquiridos afirmou não ter intenção de comprar carro (99,2%), adquirir ou construir uma casa nos próximos dois anos (94%).