O Governo moçambicano eliminou a utilização no país do gasóleo com elevado teor de enxofre, substituindo-o por gasóleo menos poluente, anunciou o Ministério da Energia e Recursos Minerais.

O gasóleo usado até aqui, com um grau de enxofre de 500 ppm (parte por milhão) será substituído em todos os postos de abastecimento de combustíveis por uma versão com 50 ppm.

“Com este passo, o gasóleo usado no país passa a ser igual ao que é usado em países vizinhos, como é o exemplo da República da África do Sul”, refere-se no comunicado do Governo.

O novo gasóleo é menos poluente, destaca, e contribui para uma maior durabilidade dos motores, contribui para a redução de custos de manutenção e para a redução das emissões de partículas para a atmosfera através dos gases de escape.

A comercialização daquele combustível está inserida nas recomendações da Organização das Nações Unidas para o Ambiente (UNEP). A UNEP exorta os estados a apostar em produtos mais ecológicos e sustentáveis.