Os três principais líderes partidários de Timor-Leste foram hoje convocados pelo chefe de Estado para uma reunião no Palácio Presidencial depois da rejeição aprovada ao programa de governo, anunciou hoje fonte da Presidência.

A reunião vai ter lugar no dia 15 de novembro no Palácio Presidencial, informou hoje o Presidente da República de Timor-Leste, Francisco Lu-Olo, e irá juntar os líderes da Frente Revolucionária de Libertação do Timor-Leste Independente (Fretilin), Mari Alkatiri, do Conselho Nacional de Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), Xanana Gusmão e do Partido de Libertação Popular (PLP), Taur Matan Ruak.

Os três partidos foram os que tiveram melhores resultados nas eleições de 22 de julho mas, até agora, não foi possível um consenso de governo.

O executivo minoritário liderado por Mari Alkatiri viu o seu Programa de Governo rejeitado e o CNRT já anunciou que pretende uma coligação maioritária com o PLP e com o partido KHUNTO (o quinto mais votado).

O objetivo da reunião, explica o Presidente da República, é “encontrar soluções para os problemas políticos” causados pela rejeição do Programa de Governo.