A Galp fixou os termos de uma emissão de dívida no montante de 500 milhões de euros, com maturidade em fevereiro de 2023 e um cupão de 1,0%.

Numa informação divulgada através de comunicado colocado no sítio da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a Galp adianta que previu que estes instrumentos, emitidos ao abrigo do Programa EMTN (“Euro Medium Term Note Programme”), sejam admitidos à negociação na bolsa londrina.

O sindicato bancário que liderou a emissão foi integrado pelos bancos BNP Paribas, CaixaBI, Deutsche Bank, Société Générale e o UniCredit.