O assédio sexual é um dos temas da atualidade. Todos os dias surge mais um nome conhecido ligado a um crime sexual, de Harvey Weinstein a Kevin Spacey ou Dustin Hoffman. Ora o canal de televisão holandês BNNVARA adivinhou tudo isto com meses de antecedência.

Na noite desta terça-feira, estreou “Verkracht of niet?”, “Violação ou não?”, em português. O programa consiste na recriação de agressões sexuais reais por atores profissionais, para que, depois, um júri de adolescentes – sete raparigas e sete rapazes – diga se acha que a cena é um crime sexual ou não.

Depois do veredito dos jovens, também os atores podem opinar. A partir daqui, inicia-se um debate com a presença de um advogado, um fiscal do Ministério Público, o fundador de um centro de violência sexual e outros especialistas. O site oficial do canal de televisão diz que “todos dão a sua opinião sobre as histórias representadas e partilham as suas experiências a esse respeito”.

Com a explosão da polémica, o BNNVARA emitiu um esclarecimento sobre o programa. “Não vai tratar casos em que uma pessoa é arrastada para um arbusto, mas sim outros mais turvos, em que uns vêem como violação, outros como um simples encontro sexual”, explicou o produtor ao The Independent. Cada programa vai ter um tema diferente, desde a intimidação sexual ao assédio no local de trabalho, passando pelos riscos de introduzir o sexo numa amizade.

Quanto à incrível pertinência do programa, o canal concorda que “se trata de uma coincidência total, que ainda assim é algo bom para que se possa gerar um debate”. O primeiro episódio tem como protagonista uma rapariga que acaba por ter relações sexuais com o ex-namorado depois de uma festa, enquanto ambos estão alcoolizados e desfasados da realidade. O vídeo, em holandês, já está no Youtube.

https://youtu.be/hbTcCOezwdY