O Comité Olímpico Internacional desclassificou, devido a doping, quatro esquiadores russos que participaram nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi 2014, incluindo Maksim Vylegzhanin, que conquistou três medalhas de prata na competição, anunciou esta quinta-feira o organismo.

Para o COI, além de Vylegzhanin, também Yuliia Ivanona, Alexey Petukhov e Evgeniya Shapovalova violaram na prova as regras antidopagem e foram banidos de participar no futuro em qualquer edição dos Jogos Olímpicos.

O organismo instou Vylegzhanin a devolver “o mais rapidamente possível” as três medalhas conquistas em Sochi.

O COI estudou também a situação de um quinto esquiador russo, que foi ilibado, mas optou por não revelar o nome do atleta.

Em dezembro, o Comité Executivo do COI vai decidir se proíbe a participação de atletas russos nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, em 2018.

No final de 2015, um relatório elaborado pelo canadiano Richard McLaren denunciou uma rede de doping no desporto russo, que envolvia várias instituições governamentais, com a participação dos serviços secretos daquele país.

Este relatório implicou cerca de mil atletas em práticas de dopagem nos Jogos Olímpicos Londres2012 e de Inverno Sochi 2014.

Depois de o COI ter colocado a decisão nas federações de cada modalidade, muitos atletas russos foram impedidos de participar nos Jogos Olímpicos Rio 2016.