O presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP), José Manuel Constantino, assumiu na quarta-feira que espera que o contrato-programa com o Governo para os Jogos Tóquio2020 esteja assinado até ao final do ano.

Espero que se chegue a esse entendimento. Já entregámos há bastante tempo o nosso projeto. Tivemos duas reuniões com o governo sobre essa matéria. Aguardamos agora o encerramento das negociações e o pacote financeiro que lhe está adstrito”, disse o líder do COP.

De acordo com José Manuel Constantino, a principal preocupação do COP “é que não haja hiatos entre o final deste ano e o início do próximo”. “Esperamos até final do ano assinar o contrato para sabermos com o que podemos contar a partir de janeiro. Isso é absolutamente essencial e é a nossa grande preocupação”, frisou.

À margem da cerimónia Celebração Olímpica, em Lisboa, e que premiou os melhores de 2017, o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Ribeiro, disse, por seu lado, esperar ter o acordo fechado “em dias”. “Ele disse-me também isso. Que esta semana ou na próxima ficaria o assunto encerrado. Estão a decorrer as negociações do Orçamento de Estado, portanto temos de aguardar”, explicou.

O objetivo é ter tudo fechado até ao final do ano, para que todos saibam com o que contam no início de 2018.

“Espero que até ao final do ano as coisas fiquem acordadas, seguras, para que, quando iniciarmos o próximo ano, os atletas, os treinadores, as federações e o comité olímpico saibam com o que contam até 2020”, concluiu José Manuel Constantino.