Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo elogia ação social de Maria Cavaco Silva: “20 anos madrinha dos portugueses”

214

O Presidente da República elogiou na quinta-feira à noite a ação social de Maria Cavaco Silva durante os mandatos do seu marido, considerando que foi "20 anos madrinha dos portugueses".

RODRIGO ANTUNES/LUSA

O Presidente da República elogiou na quinta-feira à noite a ação social de Maria Cavaco Silva durante os mandatos do seu marido como primeiro-ministro e na Presidência, considerando que foi “20 anos madrinha dos portugueses”.

Marcelo Rebelo de Sousa falava num hotel de Lisboa, no final de um jantar solidário que assinalou o 35.º aniversário da Cedema – Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Mentais Adultos, da qual a mulher do antigo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva é “madrinha”.

Perante Maria Cavaco Silva, o chefe de Estado defendeu que o país lhe deve agradecer por ter sido “madrinha dos portugueses, porque foi, durante 20 anos, pelo menos – daqueles que são conhecidos, públicos e notórios”. “Depois, há outros em que também foi, mas nós conhecemos menos. Foi madrinha de todos nós”, reforçou, referindo que contou, no seu papel social, “com o apoio de um padrinho”, Aníbal Cavaco Silva.

Maria Cavaco Silva agradeceu e Marcelo Rebelo de Sousa referiu que durante os períodos em que Cavaco Silva foi primeiro-ministro – de 1985 a 1995 – e Presidente da República – de 2006 a 2016 – Maria Cavaco Silva esteve presente na vida de “centenas de instituições”, apoiando assim “milhares e milhares de pessoas”.

“Isso é extraordinário. E como há Justiça, não só no outro mundo, mas neste mundo, é evidente que a Justiça está feita e a fazer-se todos os dias, reconhecendo-lhe esse mérito”, acrescentou.

O chefe de Estado, que na quinta-feira se tornou associado honorário da Cedema, elogiou também Maria Antónia Machado, presidente desta instituição particular de solidariedade social, pela forma “como se dá aos outros”.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, há duas verdades simples na vida.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Saúde

Inovação em Saúde: oito tendências e um caminho

Luís Lopes Pereira

Em Portugal já existem terapêuticas alvo de contratos baseados no valor. Mas a difícil e demorada contratação pública e a dependência do Ministério das Finanças têm limitado a autonomia para inovar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)