Portugal vai comandar a missão da União Europeia na República Centro-Africana a partir de janeiro de 2018, anunciou esta sexta-feira o ministro da Defesa Nacional no parlamento.

“Em janeiro, Portugal assumirá o comando, pela primeira vez desde há longos anos, de uma missão internacional, uma vez que ficamos responsáveis pelo comando da missão EUTM na República Centro-Africana”, disse José Azeredo Lopes, durante uma audição conjunta das comissões parlamentes de Assuntos Europeus e da Defesa Nacional sobre a cooperação estruturada permanente na área da segurança e defesa da União Europeia.

A missão será comandada pelo brigadeiro-general Hermínio Teodoro Maio, segundo comandante da Academia Militar, adiantou à Lusa fonte oficial do Ministério da Defesa Nacional.

Teodoro Maio, 54 anos, serviu em “diversas unidades do exército, no Estado-Maior-General das Forças Armadas, no Ministério dos Negócios Estrangeiros, na Organização do Tratado do Atlântico Norte e na União Europeia”, segundo a biografia facultada pelo Ministério.

Além dos militares envolvidos na missão europeia, Portugal tem na República Centro-Africana, desde janeiro de 2017, mais cerca de 160 militares, a maioria dos quais comandos, no âmbito da força das Nações Unidas (Missão Integrada Multidimensional de Estabilização das Nações Unidas na República Centro-Africana – MINUSCA).