Um soldado norte-coreano conseguiu fugir do país, na passada segunda-feira, através de uma zona desmilitarizada na fronteira com a Coreia do Sul. Não sem antes ter sido baleado por militares norte-coreanos, conta a BBC.

O soldado ficou com ferimentos no ombro e no cotovelo e foi transportado para o hospital num helicóptero do Comando das Nações Unidas na Coreia, relata o The Telegraph. O soldado está agora a recuperar no hospital de ferimentos que não colocam em risco a sua vida, de acordo com a mesma fonte.

O soldado ultrapassou a fronteira com a Coreia do Sul, em Panmunjom, numa área de segurança conjunta — a única parte da zona desmilitarizada onde as forças militares norte e sul-coreanas estão frente a frente.

Ele [o soldado] saiu da Coreia do Norte em direção à Freedom House [um edifício no lado sul-coreano da fronteira]”, pode ler-se no comunicado da Coreia do Sul, citado pela BBC.

De acordo com a BBC, por ano, cerca de mil pessoas tentam fugir da Coreia do Norte para a Coreia do Sul, mas poucos o fazem através da zona desmilitarizada da área de segurança conjunta: nos últimos três, só tinha havido três tentativas. Desde o início do ano até agosto, 780 norte-coreanos fugiram para a Coreia do Sul — um número que representa uma descida de 13% face aos anos anteriores.