Igreja Católica

Bispo emérito de Beja critica jantar no Panteão, aludindo a “bacanais nos cemitérios” realizados pelos romanos

618

D. António Vitalino Dantas criticou o jantar da Web Summit no Panteão Nacional, fazendo alusão aos "bacanais nos cemitérios" realizados pelos romanos.

D. António Vitalino Dantas, bispo emérito de Beja, comentou o caso antes do início da Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa

NUNO VEIGA/LUSA

O bispo emérito de Beja criticou, esta segunda-feira, o jantar realizado pela Web Summit na passada sexta-feira no Panteão Nacional, fazendo alusão aos “bacanais” que os romanos realizavam nos cemitérios. “Os romanos realizavam bacanais nos cemitérios, mas o nosso povo não tem esses hábitos”, afirmou D. António Vitalino Dantas ao Correio da Manhã.

O bispo referiu ainda que a realização de jantares no Panteão não é a “melhor forma” de homenagear as “grande figuras” da história portuguesa.

É lá que estão sepultados alguns dos mais ilustres da nossa História e encontram-se lá porque conquistaram em vida honras de destaque para além da morte. Não me parece que a melhor forma de homenagearmos essas grandes figuras seja através da realização de jantares.”

De acordo com o mesmo jornal, a maioria dos bispos não quis comentar o caso, mas consideraram que o Panteão “deve ser utilizado em exclusivo para lembrar e enaltecer os mortos mais ilustres da nossa Pátria”.

As declarações do bispo de Beja foram feitas ao Correio da Manhã antes da Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), que teve início esta segunda-feira e que terminará na quinta-feira. Segundo a Agência Ecclesia, os bispos irão debater o novo documento para a formação dos sacerdotes, “a exortação apostólica pós-sinodal sobre a família” e a “preparação do Sínodo de 2018”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rporto@observador.pt
Crónica

A visita ao bispo e outras histórias /premium

Maria João Avillez

Duas Europas que se olham com azeda desconfiança cada uma combatendo com as suas iradas tropas, em surdina ou com estrondo, o antagónico universo da outra. Um combate entre dois desastres.

caderno de apontamentos

O que vale a Educação? /premium

Assunção Flores

É fundamental questionar e repensar modos de recrutamento e seleção de professores, mas também refletir sobre a sua formação, inicial e contínua, e já agora sobre a sua avaliação, de modo consistente.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)