532kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Eurodeputado polaco afirma que não há bebés porque as mulheres trabalham fora de casa

Este artigo tem mais de 5 anos

O eurodeputado polaco Janusz Korwin-Mikke afirmou em reunião do parlamento europeu que a causa da baixa natalidade deve-se às mulheres trabalharem fora casa.

i

AFP/Getty Images

AFP/Getty Images

Esta segunda-feira num debate em Estrasburgo, quando se discutia o despovoamento nas regiões rurais na Europa, o eurodeputado polaco Janusz Korwin-Mikke afirmou: “A culpa do problema demográfico é as mulheres trabalharem fora de casa. É preciso dizê-lo porque todas tentam trabalhar fora de casa”.

No início do vídeo da intervenção, publicado no Youtube, é possível ver e ouvir as declarações do eurodeputado.

Janusz Korwin-Mikke é eurodeputado independente desde 2014 e não é a primeira vez que está envolto em declarações consideradas machistas. As afirmações do político, que no passado já foi investigado por dizer que as mulheres “devem ganhar menos do que os homens”, criaram mais uma vez críticas entre os eurodeputados.

Eurodeputado investigado depois de dizer que as mulheres “são mais fracas” e “devem ganhar menos” do que os homens

A representante espanhola Iratxe García, do PSOE, pediu uma investigação para punir as declarações do político, noticia o El Mundo. A eurodeputada em contestação às afirmações de Korwin-Mikke, entretanto partilhadas no Twitter, disse que: “Isto é um insulto à mulheres pois decidiram ser livres, que decidiram se querem ou não ser mães”. Em resposta à política, Janusz afirmou: “O que fez é algo muito grave, é um ataque contra a liberdade de expressão”.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.