A revista norte-americana Time acaba de lançar um projeto sobre as mulheres que estão a mudar o mundo, “que testam os limites e estão a fazer deste planeta um lugar mais unido. Para isso, convidaram Luisa Dorr — uma fotógrafa brasileira de 22 anos — a fotografar 47 das mulheres mais influentes do mundo com recurso a um iPhone: “O nosso objetivo com o projeto ‘Firsts’ [em português, Primeiras] é que todas as mulheres e raparigas encontrem alguém cuja presença nos topos mais altos do sucesso lhes diga que é seguro subir. E que subam porque a vista é maravilhosa”.

“Firsts” é um projeto multimédia, que utiliza imagens e vídeos sobre a experiência destas mulheres. Em entrevista para o projeto, Madeleine Albright (a primeira mulher a tornar-se secretária de Estado dos Estados Unidos, disse que “há muitos lugares no mundo para homens medíocres, mas não há espaço para mulheres medíocres”. E Candis Cayne, a primeira pessoa transgénero com um papel de relevo num programa de horário nobre televisivo, descreveu a sensação de ter “quebrado uma barreira” como “a sensação de estar a respirar pela primeira vez”. Um sentimento que partilha com Rachel Maddow, a primeira pessoa assumidamente gay a apresentar um programa de notícias em televisão: “Ser a primeira causa sempre a pressão de não querer ser a última”.

Entre as mulheres entrevistadas pela Time e fotografadas por Luisa Dorr estão Hillary Clinton, Aretha Franklin, Oprah Winfrey ou Selena Gomez. Veja as imagens na fotogaleria em cima e saiba nas legendas o que as torna tão especiais.