Em Portugal, é recorrente ouvir os utilizadores de transportes públicos queixarem-se dos atrasos nos comboios, nos metros e nos autocarros. É algo tão usual e diário que – normalmente – não há qualquer pedido de desculpas das empresas envolvidas. Nem sequer nos dias em que o metro aparece de vinte em vinte minutos.

Mas, no Japão, as coisas funcionam de maneira diferente. A empresa Tsukuba Express pediu desculpa por um dos seus comboios ter partido 20 segundos mais cedo. Em comunicado, os responsáveis pela linha que faz a ligação entre Tóquio e Tsukuba pediram “as mais sinceras desculpas pela inconveniência”, já que “o comboio deveria ter partido às 9:44:40 e partiu às 9:44:20”.

A Tsukuba Express transporta passageiros de Akihabara, no leste de Tóquio, até Tsukuba em 45 minutos. De acordo com o comunicado, o comboio partiu adiantado porque a tripulação não verificou o horário. Ainda assim, a empresa ressalva que não recebeu qualquer reclamação.

A BBC, que conta a história, acrescenta que o Twitter ficou inundado de comentários de cidadãos ingleses e norte-americanos – onde os transportes públicos também não são os mais pontuais -, a brincar com a situação.

“Pedido de desculpas depois de um comboio japonês partir 20 segundos mais cedo. Ler; chorar; ler; rir”.

“Não acho que a South Western Railway ou qualquer outra empresa ferroviária no Reino Unido alguma vez tenha de fazer este pedido de desculpas”.

“Já não estamos na estação Pennsylvania em Nova Iorque”.