Isabel dos Santos já regressou ao Instagram. Um dia depois da notícia de que o presidente de Angola a tinha exonerado da Sonangol, a filha de José Eduardo dos Santos publicou dois vídeos e uma fotografia onde surge a despedir-se da empresa de que foi afastada esta quarta-feira.

Na fotografia, a primeira publicação depois das notícias da exoneração, Isabel dos Santos escreve que se sente “honrada por ter liderado uma equipa com notável qualidade profissional e de ética inquestionável”. Mas é no vídeo com o discurso de despedida, publicado logo a seguir, que tece as críticas mais duras: diz que a situação da Sonangol quando assumiu a presidência do Conselho de Administração da empresa era “dramática” e que “a memória é curta”.

No vídeo, que tem seis mil visualizações em apenas uma hora, Isabel dos Santos diz que a empresa estava quase em “pré-falência” quando entrou no conselho de administração da petrolífera, há sensivelmente um ano. Diz que houve pormenores sobre o estado da empresa que lhe foram ocultados quando entrou na Sonangol para mascarar o quão “dramática” era a situação empresarial da companhia. E ressalva que “muito do que queria dizer não foi nada”, acrescentando que queria agradecer aos trabalhadores e colaboradores a “dedicação” que prestaram à empresa.

Estas são as primeiras três publicações de Isabel dos Santos desde que foi afastada da Sonangol por João Lourenço, sucessor de José Eduardo dos Santos no cargo de presidente de Angola. Num último vídeo, Isabel dos Santos surge sorridente ao lado da equipa que coordenou a gritar “energia” para a câmara.