Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os produtos baratos estão longe de ter uma conotação inferior. Com um mercado cada vez mais democratizado, o lema de que “o que é bom, é caro” tem sido atirado por terra com marcas a assumirem um posicionamento barato e, ainda assim, de qualidade. Relembrando o que escrevemos sobre os cremes de luxo neste artigo, muitos produtos de beleza custam 1,50€ a produzir e são vendidos por 250€. Quem o diz é Perry Romanowski, um dos fundadores do site The Beauty Brains e de vários livros sobre ciência e cosmética. “Geralmente, esses produtos não usam ingredientes assim tão caros que possam justificar o custo até porque nenhum creme anti-rugas vale 12o€. Na verdade, qualquer produto que custe mais de 20€ é um desperdício de dinheiro”, explica Romanowski.

Desperdício ou não, a verdade é que há mercado para tudo. Tanto para os produtos de beleza de luxo e que quase nem queremos usar para não gastar, como os mais acessíveis e que, por serem realmente baratos, podemos logo comprar quatro ou cinco num momento de loucura. A pensar na nova estação que está quase a chegar e nas novas tendências que vêm com ela, reunimos uma fotogaleria bem simpática com algumas novidades e produtos de beleza obrigatórios no frio e que são, como seria de esperar, amigos da carteira — todos abaixo dos 10€.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR