As autoridades espanholas indicaram hoje terem resgatado cerca de 500 migrantes que tentavam atravessar o Mar Mediterrâneo a partir da costa norte-africana em direção à Europa a bordo de 46 pequenas embarcações.

Segundo Francisco Barnabé, representante do governo regional de Múrcia, 461 migrantes chegaram ao porto de Cartagena (sul de Espanha) depois de terem sido resgatados horas antes de 44 embarcações que, aparentemente, terão partido da Argélia.

Várias equipas de assistência da Cruz Vermelha aguardavam os migrantes em Cartagena.

Por outro lado, a Marinha espanhola intercetou outros 40 migrantes que se encontravam a bordo de dois barcos no Estreito de Gibraltar.

“Trata-se de um ataque coordenado e inaceitável na costa espanhola”, afirmou Francisco Barnabé, referindo-se ao número inusitado de migrantes resgatados em poucas horas.

Dezenas de milhares de refugiados e migrantes, na sua quase maioria oriundos de África e do Médio Oriente, tentam atravessar o Mediterrâneo todos os anos.