Dark Mode 135kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Morreu Malcolm Young, guitarrista e um dos fundadores dos AC/DC

Malcolm Young tinha 64 anos e já há alguns anos que sofria de demência. Foi a banda australiana que anunciou que um dos seus fundadores morreu este sábado, rodeado pela família.

i

Malcolm Young com o irmão, que também cofundou a banda, Angus Young na cerimónia Rock Walk

Getty Images

Malcolm Young com o irmão, que também cofundou a banda, Angus Young na cerimónia Rock Walk

Getty Images

Morreu Malcolm Young, guitarrista e um dos fundadores dos AC/DC. A banda australiana anunciou na manhã deste sábado que o guitarrista morreu rodeado da família, depois de estar há vários anos a lutar contra uma demência. Tinha-se retirado definitivamente dos palcos em setembro de 2014. Tinha 64 anos e era irmão do também guitarrista dos AC/DC Angus Young. Foi diagnosticado com demência em abril de 2014.

“Como sou irmão é difícil exprimir por palavras o que ele significou para mim durante a minha vida toda, a ligação que nós tínhamos era única e muito especial. Ele deixa um enorme legado que vai viver para sempre. Malcom, bom trabalho que fizeste”, escreveu Angus no comunicado feito pela banda.

Malcolm Young era descrito como sendo um “visionário, um perfecionista e homem único”, conta a Sky News. Em comunicado, a banda de rock australiana diz que Malcolm tinha uma enorme dedicação e compromisso com os AC/DC e que era a alma da banda. Malcolm nasceu a 6 de janeiro de 1953 em Glasgow, na Escócia. Dez anos depois, a família emigrou para a Austrália.

“Enquanto guitarrista, compositor e visionário era um perfecionista e um homem único. Ele dizia exatamente o que queria e tinha muito orgulho em tudo o que se empenhava. A lealdade que tinha para com os fãs era insuperável”, afirmou a banda, em comunicado.

Na declaração divulgada pela família de Malcolm, lê-se que a lenda do rock morreu em “paz rodeado pela família”. “Reconhecido pela sua proeza musical, Malcolm era um compositor, guitarrista, artista, produtor e visionário que inspirou muitos. Desde o início, sempre soube o que queria alcançar e, junto com o irmão mais novo, levou isso para os palcos do mundo dando tudo de si em todos os espetáculos. Não fazia menos pelos fãs.”

A banda de rock’n’roll australiana surgiu em 1973, em Sydney, pelos irmãos Malcolm e Angus Young. São conhecidos por canções como a Highway to Hell, You Shook Me all Night Long, It’s a Long Way to the Top ou Back In Black. Além dos irmãos Angus e Malcolm, a banda contou com as vozes de Brian Johnson e Bon Scott, o baixista Cliff Williams, o guitarrista Stevie Young (filho do irmão mais velho de Angus e Malcolm, Stephen, e que passou a substituir Malcolm desde setembro de 2014) e o baterista Chris Slade.

Na última digressão da banda, foi Axl Rose, dos Guns N’ Roses, que substituiu o vocalista Brian Johnson, obrigado a abandonar o microfone dos AC/DC (que segurava desde 1980) por advertência médica. Corria o risco de ficar surdo caso continuasse a fazer carreira na música.

O último álbum dos AC/DC. “Rock or Burst” foi lançado em 2014. No ano passado, a digressão europeia da banda passou pelo Passeio Marítimo de Algés, em Lisboa, para apresentar o disco, já com Axl Rose como vocalista (apesar do descontentamento inicial dos fãs portugueses).

Malcolm Young já estava afastado dos palcos e a ser substituído pelo sobrinho Stevie Young, mas o irmão Angus não e foi “um meteorito” em palco. Segundo a crónica do Observador, as duas lendas do rock fizeram história em Lisboa.

AC/DC e Axl Rose: a dupla fez mesmo história

*Em atualização

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.